• Academia Humanfit

Por que não podemos confiar só na balança?


Os números que ela mostra falam pouco se forem olhados isoladamente.

Quando começa a fazer musculação, a balança parece que quer sacanear o seu empenho: o peso aumenta e você entra em pânico, achando que tem alguma coisa errada com o treino ou com seu metabolismo. "Mas a balança é apenas uma das maneiras de avaliar as medidas corporais. Existem várias outras e a combinação destes números oferece um panorama do trabalho que realmente precisa ser feito com o aluno",  Quando sobe na balança, você fica sabendo quanto soma em músculos, ossos, gordura e água. Mas não tem ideia da fatia que cada um deles representa no todo, daí a importância de buscar outras medidas, principalmente no caso de quem deseja emagrecer . "Nessa situação, o maior foco tem de ser na diminuição de gordura","E só a balança não mostra se adieta (link para avaliação de peso) e os exercícios, realmente, estão contribuindo para que haja esta diminuição ou de outros tecidos". A gordura  é leve e volumosa, enquanto os músculos são compactos e pesados. "Por isso, quando há perda de gordura e ganho de músculos, o peso pode não diminuir ou, mais do que isso aumentar". Quando há dieta sem acompanhamento de exercícios, geralmente há perda de músculos associada à diminuição de gordura, daí a queda violenta no peso.

A seguir, a nutricionista e o professor de educação física mostram os riscos de confiar em apenas uma avaliação e dão dicas para você acompanhar a evolução do seu desempenho na prática de exercícios por um corpo mais saudável (e não, necessariamente, mais leve). O que a balança esconde  Mesmo diminuindo o peso mostrado na balança, você pode continuar com gordura localizada ou flacidez (e nada disso é apontado no mostrador). Ainda que os resultados sejam favoráveis, o corpo não apresenta as formas com que você sonha. Por outro lado, o seu peso pode subir e os contornos ficarem mais firmes e definidos. "Quem se preocupa demais com o peso não pode reclamar de gordura localizada" As limitações do IMC  Muito popular nas academias, o índice de massa corpórea (ou IMC) oferece números um pouco mais precisos do que a balança. Isso porque ele leva a sua altura em consideração: para descobrir qual é o seu IMC, divida o seu peso (em quilos) pela sua altura (em metros) ao quadrado. Mas esta medida também só ajuda quem sonha em perder gordura, e não liga para a proporção entre ela e outros tecidos, como o muscular. "Ele não fornece nenhum dado sobre a composição corporal do paciente. Uma pessoa musculosa (pesada) pode ser classificada com sobrepeso. Da mesma forma, alguém mais leve e com alta taxa de gordura pode entrar para a faixa de normalidade"

Com o coração na barriga

A medida da circunferência abdominal avalia a gordura mais perigosa, conhecida por gordura visceral. "Quando esta gordura aparece em exagero, aumentam os riscos de doenças cardiovasculares".

Com as medidas da circunferência em mãos, um aluno com o peso ideal ou com IMC dentro da medida, mas com a barriga avantajada, sabe que vai precisar trabalhar a perda de gordura corporal. A circunferência abdominal é medida na altura do umbigo e varia entre homens e mulheres:Mulher: circunferência abdominal de até 88 cm Homem: circunferência abdominal de até 100 cm Uso do adipômetro O adipômetro é uma espécie de pinça gigante: com ele em mãos, o nutricionista ou o professor de educação física belisca sua pele, descobrindo quanto existe de gordura em cada região do corpo (pernas, braços, costas e abdômen, por exemplo). "Com esses números, podemos saber onde focar o treino e onde há mais necessidade de perda de gordura e ganho de músculos". O ideal é contar com o instrumento a partir dos 17 anos de idade antes disso, o corpo ainda está em formação e as medidas variam muito. 

O conjunto ideal

Num trabalho que concilia saúde e formas mais atraentes, os especialistas recomendam que todas as avaliações sejam combinadas e repetidas periodicamente. A avaliação de peso e a medida da circunferência indicam a necessidade de redução de gordura e alertam para os riscos de doenças crônicas. Já o adipômetro mostra onde a gordura está mais concentrada e ajuda a determinar com mais precisão o trabalho muscular.

Para perder peso

Para acompanhar se sua dieta tem dado resultado, a nutricionista recomenda a medida das circunferências (costas, barriga e quadril), além do uso do adipômetro. "No caso de ganho de músculos, acrescento as medidas de braços e pernas". O ideal, segundo ela, é refazer todo o conjunto de avaliações a cada três meses. Dessa maneira, é possível rever a dieta e o programa de exercícios caso os resultados não estejam satisfatórios.



50 visualizações

DÚVIDAS?

ENTRE EM CONTATO

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Seg a  Sex: 06h30 às 11h30h / 17h às 21h

Sáb: 09hs as 14hs

Domingo e Feriados: 09hs as 13hs

Academia Humanfit

Rua Tavares Bastos, 21 
Esquina com a Rua Diana 
Tel.:  11 3672-8960

humanfit@humanfit.com.br

 

Contate-nos

Desenvolvido por Grizz Design 2011 - 2018